quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Tem gente boba demais.. Na internet teclando



I
Viva a tecnologia
É o progresso da gente
O futuro no presente
Desde já se prenuncia
Consumo é ideologia
Mais e mais se propagando
Sabedoria murchando
Aqui não encontra paz
Tem gente boba demais
Na internet teclando
II
Comunidade a granel
Tome relacionamento
E tem muito enxerimento
Muitos fazem tal papel
Um monte de tabaréu
A burrice exercitando
A babaquice aumentando
Incrementando seu gás
Tem gente boba demais
Na internet teclando
III
Marcam brigas de galera
Invadem privacidade
Hacker é temeridade
Essa nojeira prospera
Babaca que não pondera
E vai assim avançando
Na internet brotando
Um besteirol tão assaz
Tem gente boba demais
Na internet teclando
IV
Besteira com nulidade
Da eterna adolescência
Um progresso da Ciência
Mal usado na verdade
Tanta imbecilidade
Na tela vão aprontando
Com gente me abordando
Vade retro satanás
Tem gente boba demais
Na internet teclando
V
Com “scraps” idiotas
Eu recebo noite e dia
Coisas de pornografia
E variadas lorotas
E muitas toscas patotas
Os bobos me convidando
E eu ali recusando
Aderir não sou capaz
Tem gente boba demais
Na internet teclando
VI
Gente carente na vida
Escrevendo baboseiras
Essas mensagens fuleiras
De gente pouco sabida
Tem muita bobagem lida
Vou lendo e deletando
O meu saco vai lotando
Com os assédios banais
Me preparando pro dia
De ver meu pau não subir
VII
Tem fútil tem narcisista
Tem nojento pervertido
Tem sujeito enrustido
Tem babaca consumista
Cabra metido a artista
Ali se articulando
Não estou mais aturando
As coisas desses boçais
Tem gente boba demais
Na internet teclando
VIII
Internet é muito boa
Tem tanta da informação
Aprendo muita lição
E não usarei á toa
Mas pinta cada pessoa
O meu tempo ocupando
A minha caixa lotando
Com leseiras irreais
Tem gente boba demais
Na internet teclando
IX
Bate papo virtual
Às vezes virando um saco
Quando pinta um velhaco
Com a conversa banal
Corro desse animal
Inté mais e vou vazando
Gente assim vai alugando
Com a carência voraz
Tem gente boba demais
Na internet teclando
X
As salas de bate papo
Um monte de putaria
Nojeira que contagia
No miolo dá sopapo
Eu não engulo mais sapo
Esses chats dispensando
A besteira lá ficando
É algo tão contumaz
Tem gente boba demais
Na internet teclando
XI
Mas conheci bons amigos
Gente muito inteligente
A baianinha “caliente”
E esses me dão abrigos
Nesta rede tem perigos
Estão ali circulando
E deles vou me livrando
Não quero por comensais
Tem gente boba demais
Na internet teclando
XII
Tenho blog sim senhor
Eu sou allancordelista
Blogstpot nessa lista
Lá pus coisa de valor
Para meu povo leitor
Com o cordel vou falando
Estou me apresentando
Com uma arte veraz
Tem gente boba demais
Na internet teclando

3 comentários:

Ana disse...

Olá Allan,

por coincidência te conheci agora na net. Mas, ratifico suas considerações em relação a má utilização de uma ferramenta tão importante como a internet. Contudo, não enxergar as armadilhas da ideologia dominante faz parte ... E cada vez mais aumentam o número de alienados a serviço desse Estado neo-liberal.
Boa sorte em sua caminhada e bjs nos meninos.
Ana

Tania disse...

Oi Allan,
Obrigada por passado o endereço do seu blog agora na sala A.
Parabéns garoto ...é fantástico.
Me apaixonei pela " A Filial do Inferno"
Beijos
Tania

Liza disse...

Muito bom. Achei por acaso, gostei de ler. Belo texto!