sábado, 9 de fevereiro de 2008

O NORDESTE E O BRASIL




Se São Paulo é pólo industrial
Por aqui tem o seu consumidor
Nordestino meu povo de valor
Produzindo riqueza nacional
Preconceito por nós irracional
De quem é defasado e pueril
Muitas coisas Nordeste produziu
Pode ver nossa História faça o teste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Tem petróleo a mais do que consome
O seu povo produz é sem igual
Tem cultura pois é bem no plural
Mal falar do Nordeste não tem nome
Dura pouco a mentira logo some
Separar-se é idéia bem senil
Um país irmanado e varonil
Não proponho uma coisa que não preste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

O Nordeste é o berço brasileiro
O Nordeste é lotado de cultura
São Francisco irrigada agricultura
Irrigado o Nordeste é um celeiro
Se São Paulo hoje galo do terreiro
Noutro tempo o Nordeste reluziu
A riqueza que aqui diminuiu
Concentrou-se bem mais lá no Sudeste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Jorge Amado Ariano com Raquel
Patativa com Pinto tem Condé
Lourival Vila Nova tenho fé
Gonzagão do sertão é menestrel
Todos vão pra exercer grande papel
Nordestina cultura se espargiu
Glauber Rocha valor mundo aplaudiu
Norte sul todo canto leste oeste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Povoou nosso povo meu Brasil
Retirante de saga e peregrino
Braço forte conduz o nordestino
Demonstrando o valor desta raiz
Ver unido o Brasil forte e feliz
Separar-se é arroubo juvenil
Lucrará Tio Sam com tal ardil
Salta fora daqui toda essa peste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Ocupamos rincões desta Amazônia
Fomos nós peregrina mão de obra
Nordestino no norte se desdobra
Com coragem dispensa parcimônia
Nossa gente foi lá bem em Rondônia
O progresso na mão que se erigiu
A coragem de nós nunca sumiu
Avançamos Brasil além no oeste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Pernambuco que foi tão libertário
Expulsou a vencer tal holandês
O Nordeste mostrou ter altivez
Do progresso daqui depositário
Eu combato quem pensa sectário
Secessão esta idéia tola e vil
A botar pra correr quem invadiu
Combater quem bandeira burra veste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Cresce mais o Nordeste que o geral
Só não tem dividir distribuir
Concentrou a riqueza por aqui
Prosseguiu tal modelo bestial
O Brasil como um todo é desigual
Demandou pra mudar poder civil
O destino que até hoje construiu
Pro povão muito pouco nunca investe
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Redenção deste modo de exclusão
Minorando os desníveis regionais
Faz-se pouco queremos muito mais
Desafio se põe na nossa mão
Construir a igualdade pra Nação
Derrubar preconceito que surgiu
Região muita dá sem ser servil
Este fato não encontro quem conteste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Encerrei meu cordel caros irmãos
Somos nós brasileiros patriotas
Dando um basta em lorotas idiotas
A no por para baixo cidadãos
Do Brasil o futuro em nossas mãos
O passado comum que nos uniu
O Brasil ao lutar não sucumbiu
Tiradentes legou força inconteste
O Brasil mais depende do Nordeste
Que o Nordeste depende do Brasil

Um comentário:

aguiberto disse...

sou aluno e estou pesquisando sobre cordel.Achei muito interessante o seu material