quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

BOSSA NOVA EM CORDEL



(1)
Foi no Rio de Janeiro
Final dos anos 50
Que surgiu a Bossa Nova
Um novo som apresenta
Tom Jobim João Gilberto
Baiano pra lá de esperto
Nova batida inventa
(2)
O samba se reinventa
Neste toque sincopado
Com acordes dissonantes
E um modo sofisticado
Mas não gostaram os puristas
Com ouvidos chauvinistas
Novo som é criticado
(3)
O samba reinventado
Batizado Bossa Nova
Descoberto mundo afora
Que ouve gosta e aprova
Carnegie Hall grande show
Que a bossa consagrou
Nossa canção se renova
(4)
Vinícius tão bom de trova
A Garota de Ipanema
Também “Chega de Saudade”
Wave é som poema
Assim “O Baquinho” vai
Do Brasil um som que sai
A bossa sonoro tema
(5)
Bossa é coisa de cinema
A musa Nara Leão
Menescal Carlinhos Lyra
Um cantinho um violão
O Pato, Desafinado
Tom Jobim seu Corcovado
Johny Alf outro cobrão
(6)
Musical renovação
Do nosso cancioneiro
Conquistando o mundo todo
O coração brasileiro
Permanece a influência
Na musical consciência
Nosso Tom foi pioneiro
(7)
Movimento pioneiro
Colocando meu Brasil
No cenário mundial
Como antes não se viu
Ainda hoje ecoando
O que veio renovando
A Bossa Nova eclodiu
(8)
Hoje a mídia sucumbiu
A toda mediocridade
A Bossa Nova de fora
É uma calamidade
O Brasil e seu talento
E o seu melhor invento
De fora é temeridade
(9)
A artística verdade
O talento verdadeiro
Que aqui se revelou
Bossa Nova vem primeiro
Revelou-se para o mundo
Nosso valor mais profundo
Bossa Nova por inteiro
(10)
Foi o fato alvissareiro
Musical evolução
Com os acordes do jazz
E do samba a pulsação
Um produto cultural
Pra deleite universal
De genial invenção
(11)
A brasileira canção
Foi revolucionada
Modernizada prossegue
Magistralmente criada
Grande maestro Jobim
E seu talento sem fim
Uma alma iluminada
(12)
A poética inspirada
De Vinícius de Moraes
O lirismo o sentimento
Esqueceremos jamais
Bossa Nova seu poeta
Seu inspirado esteta
Nas estradas musicais
(13)
A Bossa Nova é de paz
É suave melodia
É plena de sentimento
De grandiosa harmonia
Segue em nós impregnada
Para sempre preservada
Sua envolvente energia
(14)
Coisa boa que se cria
Merecia outros destinos
O mercado fonográfico
A cometer desatinos
Nós devemos preservar
A Bossa Nova ensinar
Às meninas e aos meninos
(15)
Sentimentos genuínos
A Bossa Nova surgiu
Ecoa pelo futuro
Na alma de quem ouviu
Vai reinando magistral
O tesouro musical
Da bossa do meu Brasil

Nenhum comentário: